Bactéria em hospital é transmitida pelo ar

A bactéria Clostridium difficile, responsável por graves infecções intestinais em pacientes internados, dissemina-se pelo ar, e não somente pelo contato com superfícies contaminadas. É o que mostra um estudo da Universidade de Leeds (www.fbs.leeds.ac.uk), na Inglaterra, coordenado pelo professor de microbiologia médica Mark Wilcox.
A pesquisa foi realizada por seis meses com 50 pacientes sintomáticos e assintomáticos com infecção confirmada. Foi detectado que o ar próximo a 12% deles estava contaminado com a C. difficile. Quanto mais ativos seus sintomas de diarréia, maior a probabilidade de haver esporos no ar ao redor.
Dez pacientes sintomáticos foram submetidos a exames repetidamente por dez horas. Em sete deles, a análise do ar mostrou que havia contaminação da bactéria. Isso ocorria geralmente nos horários de visita, na entrega de refeições, rondas ou troca de roupas de camas. Em nove pacientes as superfícies ao seu redor também estavam contaminadas.
Wilcox acredita que o movimento de pessoas e a abertura e fechamento de portas agitam esporos depositados nas superfícies contaminadas e facilitam sua dispersão pelo ambiente.
Ele diz que é importante fazer o mais rápido possível um novo estudo sobre o isolamento de pacientes com diarréia, mesmo antes de confirmar a infecção por C. difficile. “Não queremos que as pessoas esperem pela confirmação do exame”, justifica.
O médico acrescenta que a principal forma de pacientes e funcionários de hospitais se protegerem da bactéria é lavar bem as mãos.

Fontes: The New York Times e Universidade de Leeds, publicada na revista Medicina Laboratorial, Ed. 15, agosto de 2010.